Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

e a vida para além deles...


Estes dias em que estamos todos juntos são muito avassaladores. Mas em bom. E agora que eles estão mais crescidos é tudo bem mais fácil. Ainda me lembro da loucura e do reboliço que era há uns tempos atrás... ficavamos os dois de gatas. Mas agora já somos uma familia, sinto isso. Claro que eu nunca vou ser mãe dos teus filhos mais velhos mas eles já me olham um bocadinho como "uma mãe emprestada". Para mim sempre foi dificil separar as águas. Tendo um filho da idade dos teus não consegui nunca ser a "madrasta" companheira, amiga e cumplice que os livros mandam ser. Eu sempre eduquei os teus da mesma forma que educo o meu e sempre os fiz respeitar as regras aqui de casa como se fossem os meus filhos. Ter um filho ajudou-me muito a receber os teus de braços abertos. Eu já sabia como lidar com eles tanto na logistica do dia-a-dia como na maneira de conversar e brincar com eles. Nada foi uma surpresa! Tenho amigas que começaram a namorar e até casaram com homens com filhos de anteriores relações que sofreram um choque inicial muito grande com a alteração das suas rotinas de solteira. Eu já sabia. A parte má é que, tendo um filho da mesma idade tenho que ter um papel de mãe...sem substituir nunca a mãe deles. Essa parte é dificil. Não posso deixar de uns se portem de uma maneira e que outros se portem de outra, não posso repreender um porque agiu de determinada forma e não repreender os outros que agiram da mesma maneira. Contigo é mais fácil... vives com o meu filho diariamente e para ele tu serás sempre uma figura paternal, apesar dele ter o pai dele. Estás presente todos os dias no bom e no mau. Para mim também foi bem mais fácil estar com uma pessoa que também trazia filhos. Sabias que não podiamos passar as manhãs do fim de semana na cama, compreendeste sempre porque é que eu não conseguia ir ao cinema expontaneamente ou fazer aqueles programinhas de final de tarde que os namorados fazem... entre tantas outras coisas. Sim, foi mais fácil para os dois porque ambos sabiamos o que nos esperava. É mais fácil, muito mais fácil assim. Mas se as relações já são complicadas entre um homem e uma mulher, nós elevamos a fasquia totalmente! É preciso querer, é preciso gostar... muito, muito. E nós gostamos... e nós queremos que isto resulte. 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D