Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

e a vida para além deles...


21
Nov13

Faço parte de um grupo do facebook que se chama "Mães". Fui adicionada por uma amiga e, como trabalho muito no computador, vou acompanhando o que se passa no grupo diariamente. O grupo é óptimo na sua essência e ajuda imenso qualquer mãe porque há sempre várias pessoas prontas a ajudar, a socorrer e a responder a qualquer tipo de dúvidas relacionadas com os pequeninos e mesmo com os mais crescidos. O grupo também já ajudou várias pessoas com filhos com doenças que não deviam existir ou pessoas com dificuldades económicas. É impressionante ver a quantidade de mulheres que se dispõem a ajudar, a levar comida e roupa a alguém, a organizar eventos para angariar dinheiro... é uma mobilização incrível que me comove diariamente e da qual eu própria algumas vezes já participei. Também já recorri ao grupo com uma dúvida ou outra e tive logo imensas respostas. É reconfortante, em momentos de aflição, ou que estamos mais perdidas, sentir que há pessoas que já passaram pelo mesmo e nos conseguem dar respostas. Também é fantástico ter ali à nossa disposição todo o mundo que sabe exactamente onde encontrar o brinquedo X ou a roupa Y. Foi também através deste grupo que percebi que somos todas diferentes e que a educação para uns não tem nada a ver com a educação para outros. Sempre procurei educar os meus filhos, e os filhos do meu marido, da melhor maneira possível mas... o que é "a melhor maneira possivel"?! Fiquei a saber, através deste grupo, que há mães que dormem com os filhos até eles quererem, que há mães que amamentam os filhos até aos 3 e 4 anos...que isto é mesmo normal porque há muitas, muitas assim!! Que há mães que continuam a acordar 5 e 6 vezes por noite porque não toleram deixar o bebé chorar um bocadinho e tentar que se acalme sozinho... e que julgam quem o faz de forma severa! Que há mães que não deixam os filhos ir a festas de anos porque têm medo do que poderá acontecer nessas festas (!). Que há mães que não fazem árvore de Natal porque o bebé pode derrubar a árvore. Que há mães que só dão fruta de boiões aos filhos porque dá menos trabalho. Que há mães que nunca derão um único boião. Que há mães que quando os filhos fazem birras lhes dão um abraço e não se passam dos carretos... enfim! Quem é melhor ou pior não sei nem faço juízos de valor mas que somos todas muito diferentes, isso somos claramente. E depois há mães que adoram uma boa guerra e dão tudo para criar quezílias e confusões. Há mães altamente intolerantes que acham que só elas é que sabem e não admitem outra forma de olhar para a coisa. Mães prontas a julgar tudo e todos porque a mãe X só gozou 2 semanas de lincença de maternidade ou porque a mãe Y não amamentou ou porque a mãe Z vai de férias uma semana e coitadinhas das crianças.... Dou por mim por vezes a questionar o que raio andamos nós a transportar para os nossos filhos  e que ideias andamos a fomentar nas suas cabeças. Ser "Mãe" mudou-me muito, transformou a minha vida e as minhas prioridades. Faço o melhor que posso, sei e consigo e não ando a julgar o resto. Este grupo é uma experiência sociológica só vos digo!...Tenho aprendido imenso com a experiência de outras "mães" e conheci pessoas maravilhosas através do grupo. O que o grupo tem de bom e aquilo que acrescenta na minha vida é ainda superior àquilo que tem de mau e por isso lá me mantenho... mas por vezes dá-me vontade de comentar posts só com "a sério!?", "really??", "boa!!"... "don't you have a life of your own?!"...

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D